quinta-feira, 17 de março de 2011

Mavericks faz mais uma vítima

Tristeza mais uma vez para o mundo do surf!


Depois de 17 anos do acidente que matou Mark Foo afogado em dezembro de 1994, Mavericks se reafirma como uma das mais perigosas e mortais ondas do planeta, ao levar para o outro lado Sion Milosky, surfista havaiano de 35 anos.

Ele estava surfando Mavericks e realmente rompeu os limites em um daqueles dias perigosos, nos quais os mais experientes locais ficam cautelosos por conhecer o risco quando o swell tem influência de Oeste e forma uma sessão perigosíssima que tende a fechar uma longa parte da onda de quem dropa no pico normal.
Bombeiros tentam reanimar Sion Milosky 

Fora a direção do swell, a maré extremamente baixa e o vento forte que soprava aumentavam ainda mais o perigo de uma das mais pesadas ondas da atualidade. Sion já tinha pego seis das maiores ondas do dia. Na última ele conseguiu completar o drop, fez um bottom turn forte e na subida para encaixar no trilho foi atingido pelo lip de toneladas que despencava de aproximadamente 7 metros de face.

Ele não retornou à superfície antes da próxima onda e as pessoas que viram acabaram não dando muita atenção. O tempo foi passando até que Nathan Fletcher resolveu depois de algum tempo procurar por ele, encontrando-o a cerca de um quilômetro no interior da laguna, próximo ao molhe que protege o porto de Pillar Point.

Leia mais Waves

Um comentário:

André disse...

realmente é uma pena perder um parceiro... mas a vida é assim temos q conhecer nossos limites...